segunda-feira, 11 de maio de 2015

Guardian Heroes, o clássico da Treasure que mostrou a potência do Sega Saturn.


Quando se fala em Sega Saturn, muitos já viram a cara ou olham de lado; mas não há como negar que o console teve uma potência incrível, só não souberam usá-la. Eu sou hiper apaixonado pelo Saturn e seus jogos (não todos), e por isso falarei de um clássico da Treasure, a empresa que ajudou a SEGA até seu final... Vide um post sobre ela:http://osfasdasega.blogspot.com.br/2014/09/treasure-e-sega-uma-cumplicidade-de.html

Guardian Heroes é um jogo totalmente em 2D e do jeito caricato da Treasure, sempre com bom humor, muita ação e frenesia. Teve poucas vendas devido ao fato do Saturn não ter feito sucesso, contudo é uma MASTERPIECE e obrigatório em toda coleção dos gamers apaixonados pela SEGA e Saturn. Eu vendi o meu do Saturn, infelizmente, no entanto tenho para o XBOX Live (p.s. quero do Saturn ainda!). É um RPG adventure indispensável!
Melhor controle do Saturn. Aliás, melhor controle que a SEGA fez, depois do Mega Drive. O bisnaguinha! hahaha. 


História: 
Muito antes dos acontecimentos do jogo, um ser supermo criou o universo para encontrar os melhores guerreiros, para que o servissem como soldados pessoais. Durante esse período, os humanos simplesmente seguiam suas vidas com medo da batalha travada pelos espíritos do céu e os da terra. Com o passar do tempo, os espíritos do céu decidem garantir poderes incríveis aos humanos, transformando muitos deles em poderosos feiticeiros. Com tais recursos, os magos humanos se unem aos espíritos da terra e conseguem banir todos eles para a escuridão. Logo após o ocorrido, os espíritos do céu passam a temer os magos humanos e os banem para a mesma escuridão que abriga os espíritos da terra. Assim, a humanidade se vê obrigada a seguir uma abordagem mais física em sua vida e a Era da Espada tem início.
Um dos magos humanos, Kanon, consegue escapar de sua prisão com os espíritos da terra e decide se vingar dos espíritos do céu. Ele faz uma proposta aos Khans, que são destruídos ao negá-la e substituídos por um reino de feiticeiros. Nem tudo é perfeito no plano de Kanon, apesar de tudo: uma profecia do antigo rei relata que a Era da Espada chegará ao fim em breve, e que uma dessas espadas traria ao fim o reino de Kanon. Por isso, Kanon proíbe o uso de espadas em seu reino, mas não sabe da existência de uma espada pertencente ao um guerreiro anônimo que lutou até a morte durante o ataque de Kanon. Além disso, a antiga princesa, Serena, sobreviveu, e reúne um bando de cavaleiros para tentar trazer um fim à opressão de Kanon.  (Wikipedia). 

Samuel Han
Forte fisicamente, Han pode causar dano aos seus oponentes até mesmo sob defesa, mas seus movimentos são lentos e não conhece muitas magias. Também possui um ataque com fogo, similar ao golpe de relâmpagos de Ginjirou. Han começa o jogo com a espada de Undead Hero, até que o mesmo a recupera. Em um dos caminhos da história, ele obtém uma espada similar que lhe garante os mesmos bônus a seus atributos.

Randy M. Green

Randy possui ataques espetaculares e grande variedade de magias elementais, mas sofre de vitalidade baixa. O familiar de Randy, Nando, auxilia Randy nas batalhas. Meu favorito, super carismático e amigável, Randy é o melhor personagem. 



Ginjirou Ibushi
Ginjirou tem grande mobilidade e muitos ataques em movimento, além de diversos ataques de trovão. O mais centrado e sério dos personagens! 






Nicole Neil

Nicole possui ataques fracos e magia aleatória. É a única personagem que pode utilizar magias de cura, mas em compensação tem os golpes mais fracos do jogo. Ela também possui uma barreira mágica, por vezes capaz de ferir seus oponentes.


Serena Corsair
Personagem equilibrada, Serena possui um amplo leque de golpes e uma boa seleção de magias, grande parte baseada em gelo.





É engraçado que você olhando não dá em nada, mas jogando você se apaixona pelos personagens, enredo, jogo, tudo! Treasure, obrigado por ser FODA. 
Os Covers são diferentes em todas as versões, vejam só:


O primeiro cover é da versão americana, seguido pela européia e japonesa. Qual delas vocês preferem?

 Para quem não tem Sega Saturn, a versão do XBOX 360 também cai bem, e é necessário para todo caixista. É barato, acho que está R$20,00 ou R$30,00 reais, não me recordo, porém compensa tê-lo.

A Sega fez bastante divulgação quando o jogo estava para sair a Live, em sua página há vários esboços e reformulação do game, confiram aí: http://blogs.sega.com/category/guardian-heroes/


Não consigo dizer mais nada e só agradecer à SEGA, Treasure e Saturn por essa obra prima. 
Vejam o comercial do jogo apenas no Japão: https://www.youtube.com/watch?v=LtqPmXjCazo