quinta-feira, 24 de julho de 2014

Crazy Taxi, o mito da SEGA!


Crazy Taxi, só falarei das versões do Dreamcast e Original XBOX (versão que seria do Dreamcast também!).
Todos já devem ter jogado Crazy Taxi, se não jogaram precisam urgentemente! Um incrível jogo da SEGA para os arcades em 1999 que foi portado para o Dreamcast (TEM MAIS A CARA DO CONSOLE DO QUE DOS ARCADES). O jogo foi recorde de vendas. O jogo foi desenvolvido pela AM3. A cidade inspiradora do jogo foi São Francisco, Califórnia! É uma das franquias de maior sucesso da SEGA®.
É baseado em locais ensolarados  das costeiras da Califórnia, com montanhas íngremes e outras semelhanças de San Francisco (possivelmente devido ao fato de que a sede americana da Sega estão localizados em San Francisco).

O principal objetivo do jogo é para pegar os clientes e levá-los ao seu destino escolhido o mais rápido possível. Ao longo do caminho, o dinheiro pode ser ganho e você ser chamado de Crazy Driver!
Quando o destino é alcançado, tarifa que o cliente é adicionado ao total de dinheiro do jogador mostrando que é rápido, normal ou muito lento. Are You Ready? 3...2...1... GOOOO!!



Crazy Taxi foi portado para consoles domésticos começando com a versão Sega Dreamcast, que cada conversão posterior com base nesta versão do jogo. Além do jogo principal, há também um ambiente adicional chamado Modo Original, bem como um modo Crazy Box cheia de desafios de mini-jogo. Há também uma possibilidade de jogar ou Arcade Mode ou Modo Original com um limite de tempo fixo, que não oferece bônus de tempo. Em vez disso, permite jogar por três, cinco ou dez minutos. No entanto registros apenas são contabilizados se o jogo é jogado por regras Arcade.

Uma das características icônicas do jogo é a trilha sonora executada por artistas como Bad Religion e The Offspring na versão original do jogo. Em alguns casos, quando foi trazido para outras plataformas, a trilha sonora foi alterada. A versão do XBOX também há várias músicas maravilhosas!


Crazy Taxi 2: O jogo se passa na cidade de Nova Iorque e com 4 novos integrantes.
A jogabilidade é a mesma, porém mais frenética e gostosa! Um dos MUST HAVE do Dreamcast, pena que está tão caro hoje em dia, o jeito é importar.





Crazy Taxi 3 = High Roller: Sucesso do Arcade que foi para o Original XBOX. Seria para o Dreamcast, mas a Sega cancelou por causa do fim do console. Agora o jogo é totalmente à noite e em Las Vegas. A Microsoft foi bem esperta em pedir para a SEGA criar um remake do Primeiro Crazy Taxi que vem disponível com o jogo. Microsoft, estupradora dos sucessos da nossa falida favorita! HAHAHA Piadas a parte, a Microsoft é bem safada mesmo.


O que me intriga foi o jogo ser considerado Teen, já que ele vai numa velocidade extrema, passa por cima de pedestres, carros e afins, sem culpa HAHAHA e também nunca é multado e foge da polícia (SIM, EU SEI QUE É UM JOGO, MAS MESMO ASSIM). Os Estados Unidos são tão puritanistas.


Confiram as propagandas dos jogos:

Propaganda europeia do Crazy Taxi. 

Propaganda do Crazy Taxi 2 nos States. Olha como o Marketing da SEGA era criativo! 
Crazy Taxi 3, sua propaganda para jogar nos Arcades. Lá os Arcades eram e são beeeeeem diferentes dos quais conhecemos aqui no Brasil.

A minha propaganda favorita é a primeira que foi lançada nos Estados Unidos, vale a pena relembrar: https://www.youtube.com/watch?v=iSaXMIGaTaw


Curiosidades:

Vocês podem jogar com uma bike no Crazy Taxi, na tela de personagem você aperta L,R,L,R,L,R,L,R sendo 4 vezes e aperte START. Pronto, na hora que começar o jogo você inicia com a BIKE, que é super veloz!



Querem fazer seu paper Crazy Taxi? Muito fácil, siga o link abaixo (É DA PRÓPRIA PÁGINA DA SEGA DO JAPÃO): http://crazy-taxi.sega.jp/taxi_ps2/kit_top.html





Brinquedos e bonecos foram comercializados nos Estados Unidos. Eu queroooooooo!!!

E para fechar com chave de ouro, um cara de Londres resolveu tunar seu carro e deixar igual ao clássico!

Eu tenho meu arcade em casa, pois jogar Crazy Taxi, no Dreamcast, com o Race Controller não é para qualquer um. Um clássico eterno que foi portado depois para todos os consoles, mas sua essência ficou só no console da SEGA mesmo.