sábado, 5 de julho de 2014

Mega Drive, uma lenda que será guardada para sempre na vida de quem teve a melhor infância nos anos 90.

O Mega Drive, um videogame que mudou o modo de vida dos gamers da época dos anos 90. Nos comerciais americanos mostrava a potência "semelhante" aos Arcades de seu tempo. Veio para tirar a supremacia da Nintendo, que tinha a maior parte do mercado de games ao seu favor, no entanto a SEGA falhou com o Master System por lá por causa da TONTA (ops, TONKA TOYS), uma empresa que só entendia de brinquedos. 
Lançado em 1988, foi sucesso imediato ao mostrar a potência com o jogo Altered Beast. A SEGA investiu pesado e viu os lucros surgirem depois do fracasso do Master System (eu fico triste, pois amo o console) nas terras americanas. 
Em 1990 a Tectoy (Indústria de brinquedos) investiu na SEGA e trouxe o Master System ao Brasil que virou febre imediata! Todos queriam ter um Master, já que a Nintendo vinha por meio dos "videogames clonados". O Mega Drive chegou e todos queriam esse console poderoso, ainda mais que a TecToy investia pesado no Marketing.
O console mais poderoso e bonito, ainda mais que tinha o Power Base e outros acessórios, e o som neste primeiro console saia mais nítido. Quando sai com a minha mãe, era criança, e vi aquele console lindo no Mappin, meu coração vibrou e senti que era o que merecia. 
Logo as empresas começaram a apoiar a SEGA e, com isso, a SEGA lançou seu selo GENESIS de qualidade, somente lá fora. Durou até 1992, depois veio o selo que conhecemos. 
Vendo que a Nintendo tinha um mascote poderoso no mercado e adorado pelas crianças, a SEGA decidiu elaborar um que fosse rápido, carismático e divertido. Logo criou o Sonic, the Hedgehog, em 23/06/1991.
O ouriço mais veloz, interessante e divertido, que era OBRIGATÓRIO ter nos lares das crianças e até os pais jogavam. Confesse, ao ver essa imagem, seu coração sente uma alegria e uma nostalgia que só os da época sabiam o gosto de dar um looping.

O sucesso foi tão grande que comercializaram os Mega Drive com o Sonic the Hedgehog incluso. Sonic foi um mascote que superou as expectativas, tanto da SEGA, quanto dos seus jogadores, por ser rápido, cativante e divertido.
A Tectoy estava orgulhosa de ter conseguido trazer dois videogames carismáticos para nossa terra e nós também. A SEGA recebeu o apoio de ícones importantes para a história: Ayrton Senna e Michael Jackson.


Não há definição ao ver estas fotos, duas lendas e inspirações ao lado da SEGA, é muita emoção para uma pessoa só.


A SEGA sempre investiu em inovação a frente de seu tempo, mesmo assim não conseguia retorno, pois não é fonte inesgotável de dinheiro, como a Nintendo! Entretanto, na era Mega Drive que fez muito sucesso, a SEGA criou um modo para jogar Online, receber e-mails e assistir seu Canal.

XB ∀ ND é o modem / serviço on-line oferecido pela Catapult em meados da década de 1990. Permitiu os consoles conectar-se à internet, para que os jogadores pudessem competir on-line, bem como ler e-mails ou "xmails", como eram chamados aqui. Apesar e não ser o primeiro serviço online, foi um dos primeiros a ser lançado fora do Japão. 

Disponível apenas nos Estados Unidos e Japão, e também para o Super Nintendo, tornou-se raro. O nome XB ∀ ND não foi mantida em todas as regiões do mundo. No Brasil, o serviço para o Mega Drive veio pela Mega Net da Tec Toy, um serviço diferente!

Como a maioria dos antigos sistemas on-line, os servidores XB ∀ ND não existem mais, ou seja, os modems são sem propósito.

O SEGA CD foi um upgrade para o Mega Drive, elaborado em 1992 para competir contra o Turbo Grafx-CD.
Um acessório charmoso, porém os jogos não foram tudo aquilo que esperávamos, já que a SEGA poderia explorar um pouco mais com a potência do Mega Drive.
Ele é conhecido aqui no Brasil e nos Estados Unidos como SEGA CD e na Europa e Japão como Mega CD.

Lançado oficialmente em 1993 pela TecToy, chegou causando alvoroço total e a curiosidade do povo que via nas revistas os anúncios sobre o upgrade e "A MÁQUINA MORTAL".
Para quem compra agora não terá a mesma graça, mas pense nisso na época dos anos 90? Só rico tinha! Era para poucos esses acessórios e ainda a TecToy ficava atiçando-nos para obter.

Confiram algumas propagandas!


A SEGA, aproveitando o embalo do Sonic, decide criar o Sonic CD, que é a continuação do Sonic 1.
Considerado por muitos o melhor SONIC (Nem de longe, é clássico e muito bom, mas não é o melhor!)
Agora Metal Sonic decide sequestrar a namorada do Sonic ou a Friendzone do Sonic, sei lá, a Amy. 
Aí o resto vocês já sabem!
O que estragou o SEGA CD foi os jogos em FMV (Full Motion Video), exceto o clássico Night Trap.
Os jogos são filmes que você deve apertar botões para continuar a ação, só que é frustante (já que não respondem direito) e chatos demais. A qualidade não era boa. 
Exceto os clássicos da WolfTeam que são do CARALHO!


Os RPGS do console são belíssimos e divertidos, a Working Designs fez um belo trabalho e todos são recomendáveis e caros também. São empresas fodas por trás, como a Falcom e a Game Arts (Minha favorita!) 
Se quiser obter um desses jogos, mesmo que seja o CD, terá de gastar uma bagatela por isso.




Night Trap 

O jogo mais polêmico do SEGA CD

Os Estados Unidos sempre foram puritanistas, quando Night Trap saiu para o SEGA CD foi sucesso imediato de vendas. Clássico. Um FMV de terror que você controla armadilhas contra os vampirics Augers, escravo da família Martin para obter o sangue das garotas. SCAT - Sega Control Attack Team foi chamada e a Kelly (Dana Plato) para investigar o desaparecimento das cinco jovens. Lá ela descobre coisas terríveis, MUAHAHAHA!
Enfim, foi censurado por falar que mostrava e atiçava sexualmente as crianças e adolescentes com as roupas que elas usam (Oi?) e também muito violento. Foi até à corte e nisso fundaram a ESBR (Sistema de classificação etária). 
A Nintendo aproveitou para acusar a SEGA de várias coisas. 

MEGA CD, olha que capas lindas, melhores do que aquelas enormes e sem graça. Fora que o manual é sempre mais detalhado e colorido.

Por fim, o SEGA CD é um ótimo aparelho e é indispensável, hoje em dia é muito bom tê-lo, pois dá para baixar da internet os games. Seus jogos são fantásticos e há os lixos, mas em grande maioria são bons e o sons dos games são excelentes. Encontrar um em bom estado nos dias atuais é gastar e MUITO. Está tudo tão caro que dá até desgosto, por isso quem tem não desfaz. Eu acho um UPGRADE belíssimo e muito querido.

A SEGA meteu os pés pelas mãos quando decidiu criar um outro UPGRADE para competir contra a era 32Bits, porém usando os recursos do Mega Drive para continuar e também por causa do seu sucesso em todo o mundo. De um lado o Japão lançava o Saturn em 1994, e do outro os Estados Unidos criando o 32X. 

A Sega sonhava em trazer seus sucessos dos arcades para o 32X, um exemplo era o Rad Mobile, um jogo de carro. As revistas especulavam que ele iria para o SEGA CD, mas não tinha poder, pois sua placa era 32bits. Em seguida, pensaram que sairia para o 32X, mas a SEGA do Japão lançou apenas para o Saturn nipônico.

O famoso Rad Mobile ou Gale Racer no Saturn Japa. Confiram o gameplay: 
https://www.youtube.com/results?search_query=Rad+Mobile



Enquanto o Saturn ia muito bem, obrigado, no Japão, o 32X ia de mal a pior e a SEGA via que gastava dinheiro a toa. As pessoas ficavam confusas, pois o 32X foi para os donos e amantes do console mais poderoso da SEGA, entretanto com o advento do 32bits e tudo em CD, o público foi se desinteressando; fora a biblioteca limitada do Upgrade!
Foram lançados 33 jogos, das quais só se salvam uns 15 e olhe lá!


Um detalhe é quando você acopla um jogo de Mega Drive, melhora a resolução e as cores no jogo.



A SEGA foi, sem querem, a pioneira nos gráficos em 3D, graças ao Virtua Racing e Virtua Fighter. Graças a ela, o mundo todo hoje conhece o mundo 3D. Em minha opinião, ela elevou ao máximo o Virtua Fighter do 32X que eu acho muito melhor que o Remix do Saturn. (Me julguem!). 



Para quem gosta da SEGA, como eu, é obrigatório ter o Upgrade do Mega Drive. É estiloso ter o MegaZord totalmente formado, fica bonito. É agradável e alguns jogos são itens indispensáveis. A Sega foi feliz ou infeliz, dependendo do seu ponto de vista, de ter lançado um Upgrade quando já iria lançar o Saturn. Essa rixa entre States vs Japan foi também um dos fatores que destruíram a SEGA.

Outro fator também é que com a fusão 32X e SEGA CD você pode jogar alguns FMV lixos que saíram para o console. Mas só o que vale a pena é o Night Trap que está melhor e bem renderizado. A mesma jogabilidade, entretanto com um gráfico melhorado e tela ampla, agora conseguindo localizar os Augers.


A SEGA viu que não estava dando certo, já que o Saturn estava lançando seus arcades de sucesso, tentou lançar para o 32X, mas só saíram lá nos States o Space Harrier, After Burner e Zaxxon. 


Para saber mais sobre o 32X assistam o episódio do Game Sack: https://www.youtube.com/watch?v=bjBtyb_E060

Voltando, eu ganhei meu Mega Drive em 1994, no Natal, quando virou o plano real, já que a inflação e o Collor detonaram o Brasil. Fora inesquecível, lembro-me ainda do console em minhas mãos, que veio com o Fifa 95, Mortal Kombat II e Sonic, the Hedgehog 2. A vontade de jogar era demais, e saber que eu tinha um console que muitos queriam na época era um STATUS. Esse não era o meu Mega Drive, mas a foto já dá para sentir a nostalgia e o saudosismo. 
Em 1993, a Capcom e a Konami também vieram ao lado da SEGA e criaram diversas proezas, uma dela foi levar o Street Fighter - UM DOS MAIS REQUISITADOS JOGOS DA ÉPOCA, PORÉM SÓ PARA O SNES - e morrendo algumas como: Kaneko, Wolf Team e Renovation, fortalecendo-se ainda mais com a Data East, Taito, Namco, Acclaim, Probe entre outras. Veja na foto abaixo:
O Mega Drive, para mim, é um videogame completo. Há a MELHOR BIBLIOTECA DE GAMES EVER, com jogos que vão desde esportes, até luta. Um dos que eu ama é SHMUP - Shoot and up - fazendo carreiras e sucesso aos games fanáticos, pois eram muito difíceis e complicados.
Pegar emprestado ou alugar um jogo não é como hoje em dia, não tem mais aquele gostinho que só nós sentíamos. Aquela ansiedade para jogar, desvendar, descobrir, conversar no outro dia com os colegas, competir com a família, chamar a galera para jogar. Hoje em dia é tudo superficial e desinteressante, pois já sabemos tudo sobre o jogo.
Com vários jogos lançados, o Mega Drive fez uma carreira muito bonita, no entanto com o advento dos 32bits, fora perdendo forças lá fora (Aqui no Brasil durou e ainda é fabricado pela Tec Toy). Por que é um videogame indispensável?

A Tec Toy lança o Mega Net: MegaNet foi de um serviço online para os proprietários brasileiros do Mega Drive. Tal como acontece com a maioria dos produtos brasileiros com relação a Sega, o serviço foi iniciado e mantido pela distribuidora brasileira Tectoy e só no Brasil. Começou no final de 1995 e era um cartucho a ser inserido no Mega Drive. 
Ao contrário de serviços online todo o mundo, como na América do Norte com o Sega Channel, o Mega Net permitiu aos usuários enviar e receber e-mails ", chat de texto" (mensagens instantâneas aka) e manter um diário. Ele também transmitia notícias da Tec Toy em relação a novos lançamentos de jogos. 


SEGA CHANNEL: Completamente revolucionário na época do lançamento, foi um método capaz de fazer streaming de conteúdo digital para os proprietários de Mega Drive através da televisão por cabo. 

Foi um serviço para os americanos e japoneses. Para obter o Sega Channel, os clientes pagariam por uma assinatura mensal, e em troca ter acesso ilimitado a uma determinada quantidade de jogos por Download. Os provedores de rede seriam capazes de mudar os detalhes do serviço em um determinado ponto, ou seja, o Sega Channel estava em constante evolução, com novos jogos que apareciam ao longo da semana e meses. Durou apenas 4 anos, mas foi um sucesso inesquecível!

A Capcom recriou Super Street Figther para ser jogado ONLINE para o Mega Drive e SNES.

Confiram 10 motivos para tê-lo numa única foto:
Só perfeição, só jogaço e só qualidade 16 bits!  Qual é o seu top 10? 
Confira aqui na WatchMojo: http://www.youtube.com/watch?v=NOkWujXIWww
O meu Mega Drive está assim:
Por fim, o Mega Drive é o videogame brigou feio contra a Nintendo e conquistou seu espaço ALL AROUND WORLD. 
É o meu videogame favorito e também de muitos. 
Obrigado a todos que leram e curtiram.