sábado, 26 de julho de 2014

Exclusividades da SEGA para o Nintendo Game Cube e Original XBOX.


Depois que a SEGA saiu do ramo de consoles, Sony, Microsoft e Nintendo foram iguais moscas varejeiras em cima da carne fresca, tentando retirar todos os sucessos da SEGA para os seus consoles, tentaram até comprar o Sonic, mas não conseguiram (ESSA DIRETA VAI PARA A NINTENDO).
A SEGA viu que estava sem saída e precisava continuar no ramo de games, mesmo virando Software e se sujeitando às humilhações das empresas. Enfim, a SEGA não queria perder tudo que tinha construído por causa de um capricho, foi assim que "abriu as pernas" para as outras empresas criando jogos exclusivos.
Um dos melhores controles que eu já joguei. Muito confortável e interessante. Compacto demais, a Nintendo acertou no controle, tanto que para o Wii e WiiU ele é compatível.

Conheçam os games de sucesso da SEGA para o GameCube:

Amazing Island: Um jogo criado pela Hitmaker e Ancient (produtora do Beyond Oasis) e publicado pela SEGA em 2004. Um pintor misterioso criou um livro com uma ilha mística chamada Amazing Island 1000 anos antes do presente.O livro era muito conhecido, mas o tempo passou e foi esquecido. Uma tribo de pessoas chamado Maboo prosperaram lá na ilha. O Maboo, seres humanos, e Monstros viviam juntos em harmonia, até cerca de 100 anos atrás, os humanos deixaram porque a história foi esquecida, e uma raça de monstros demoníacos mal conhecidas como Evilings começaram a aparecer e colocar maldições sobre o Maboo, diminuindo sua população até havia quase nenhum esquerda. Você escolhe um garoto ou garota avatar e começa a selecionar seus monstros por meio de minigames.

Beach Spikers: Virtua Beach Volleyball: Um dos melhores jogos de vôlei que eu já joguei na vida, feito pela grande AM2 e saindo direto das máquinas Naomi em 2001. Seria um exclusivo para o Dreamcast, mas a SEGA cancelou e o Cube levou.




Billy Hatcher and the Giant Egg: EU AMOOOOO este jogo. Tão carismático e maravilhoso. Criado pela Sonic Team em 2003 e lançado para o console, tornou-se best seller. Os 4 personagens seriam a turma do Sonic, só que humanos. Oi??? Billy é o Sonic, Chick Poacher  é o Tails, Bantam Scrambled é Knuckles e Rolly Roll é a Amy ( E VOCÊ RECLAMANDO DA NOVA VERSÃO DO SONIC BOOM).
Morning Land é um reino pacífico habitado por galinhas. Um dia, um destino terrível abateu-se sobre a terra das galinhas. Corvos pretos que surgiram por uma magia secreta para a destruição e tranformar Morning Land em trevas. Só Billy Hatcher, que salvou um Flicky sagrado e seus amigos podem salvá-los.

 F-Zero GX: O jogo da Nintendo que sempre fez sucesso em seus consoles. Porém este a Nintendo pediu para a SEGA elaborar e o jogo saiu muito foda. Nossa, muito rápido, mostrando que a SEGA é foda e sempre será! Sambando na Nintendo no seu próprio jogo (hoje em dia é vice-versa).



Phantasy Star: Online Episode III: C.A.R.D Revolution = Episódio III ocorre 21 anos após Episódios I e II. Pioneer 2 ainda está orbitando Ragol, o seu povo não permitiu descer para sua nova casa. Um grupo de caçadores e outros cidadãos tornaram-se insatisfeitos com as ações do Governo  (PRINCIPAL) descobrindo corrupção. Eles fugiram para baixo da superfície do planeta, e formou o Arkz, um grupo Eco-terrorista que procura expor a corrupção do governo. O jogo é meia boca, mas é muito interessante. A jogabilidade é agora por meio de cartões. Não sei se isso é bom ou ruim, mas... Sei lá!

Sonic Adventure 1 and 2: Battle
Os jogos são a mesma coisa que no Dreamcast, entretanto o Sonic Adventure tem um gráfico arrumado e com menos bugs (ou não), fora que há vários extras, tais como todos os jogos do Sonic para o Game Gear. (Sim, eles usariam o Game Boy Advance para isso). Já no Sonic Adventure 2 Battle, só o modo Battle foi arrumado, já o jogo original foi totalmente um port péssimo do Dreamcast.

Skies of Arcadia Legends: O jogo é um port um pouco melhorado do Dreamcast, só que mais fácil e com menos quests. Porém para quem gosta do console, é um MUST HAVE. Eu não preciso, prefiro a versão do Dream.





 Super Monkey Ball: Este clássico desenvolvido pela Amusement Vision e publicado pela SEGA. Apesar do jogo ser chamado Super Monkey Ball, este não foi o primeiro jogo, que saiu só para os Arcades. No entanto este jogo sairia para o Dreamcast, porém virou um exclusivo do Game Cube.




Virtua Striker 3 Vol 2: É uma versão atualizada do Virtua Striker 2 do Dreamcast, lançado para os Arcades e portado para o Game Cube. Eu adoro este jogo, não curto jogos de futebol, mas este eu amo!





Como é semelhante com o controle do Dreamcast, hein, Microsoft?! Ficou amiga da SEGA só para aprender a criar videogames.

Conheçam os jogos para o Original XBOX:

Crazy Taxi 3: High RollerSucesso do Arcade que foi para o Original XBOX. Seria para o Dreamcast, mas a Sega cancelou por causa do fim do console. Agora o jogo é totalmente à noite e em Las Vegas. A Microsoft foi bem esperta em pedir para a SEGA criar um remake do Primeiro Crazy Taxi que vem disponível com o jogo. Microsoft, estupradora dos sucessos da nossa falida favorita! HAHAHA Piadas a parte, a Microsoft é bem safada mesmo.


GunValkyrie: Um jogo de tiro maravilhoso que seria lançado para o Dreamcast, como vários jogos exclusivos ou todos os exclusivos.A jogabilidade é muito diferente da maioria dos shooters em terceira pessoa, devido a um esquema de controle analógico, que é o principal contribuinte para a curva de aprendizagem do jogo. Os jogadores viajam para vários mundos investigando o desaparecimento de várias colônias, com apenas criaturas gigantes de insetos mutantes deixados para trás. Esses insetos compreendem a maior parte dos inimigos que você enfrenta ao longo do caminho. Você joga com Kelly ou Saburouta.

The House of the Dead 3: Situado no mundo pós-apocalíptico 2019, a civilização há muito tempo já entrou em colapso. Agente aposentado AMS Thomas Rogan e sua equipe de comandos altamente treinados começam a investigar o Centro de Pesquisa EFI, o que pode estar ligado ao desastre.Lisa, a filha de 19 anos de Thomas , e ex-parceiro de Rogan, G, também um ex-agente AMS, viajar para lá duas semanas depois, com espingardas na mão após seu desaparecimento. Esta versão tem o The House of the Dead 2 e 3, um combo pack, a Microsoft tentou pegar vários jogos do Dreamcast.

Jet Set Radio Future: joga de forma semelhante ao jogo original, em que o jogador controla um membro de uma gangue de patinadores chamado GGs para ganhar o controle da cidade de Tokyo-To. Os jogadores são capazes de andar de skate, grind nos trilhos e mesmo até os pólos, andar em paredes, executar truques ar e usar impulsos para se mover mais rápido. Na maior parte do jogo obriga o jogador a procurar marcas de graffiti deixadas por outras gangues e pulverizar sobre eles com o seu próprio. Para fazer isso, os jogadores terão de recolher spraycans espalhados ao longo de cada etapa. É um dos MUST HAVE!

Otogi: Myth of Demons = Criado pela From Software, o protagonista do jogo é Raikoh Minamoto (baseado em Minamoto no Yorimitsu) nasceu em um clã de carrascos sob o comando do imperador. Raikoh foi dada a ordem para matar o próprio pai. Ele não podia fazer isso, então roubou a Sanctuary Soul, espada ancestral de seu clã, e fugiu da capital de Kyoto. Após a sua partida, o selo que separa o mundo dos demônio e mundos humanos foi quebrado. Raikoh quase foi morto pela inundação das trevas, mas uma princesa banida para o submundo salvou e segurou-o em um estado entre a vida ea morte. A princesa deu-lhe um novo corpo em troca de seus serviços Agora ele precisa fechar o selo!

Otogi 2: Immortal Warriors = Assumindo o papel de Raikoh Minamoto, o guerreiro morto-vivo com a tarefa de vencer a infestação demoníaca que assolou a capital sagrada do Japão. Continuando onde o original parou, Otogi 2 coloca os jogadores no papel de Raikoh, que é convocado mais uma vez para destruir os demônios invasores. Desta vez, no entanto, ele não está sozinho, chegaram vários seguidores!



Out Run 2: Totalmente exclusivo e modificado para o XBOX, o jogo fez muito sucesso com a base de alguns jogos de corrida da SEGA, tais como: Daytona, Scud Race e F355. É um must have.





Panzer Dragoon Orta: Desenvolvido pela Smilebit, porém com alguns membros da Team Andromeda.O jogo centra-se em uma jovem, Orta, que foi mantido como prisioneira sua vida inteira, antes de ser libertado por um misterioso dragão. Como ela anda nas costas do dragão através de um mundo pós-apocalíptico, ela deve se defender contra as forças de um império opressivo e militarista, que acreditam que ela é o prenúncio de sua destruição. Gente, é um MUST HAVE, quem tem o Original XBOX ou XBOX 360, é indispensável. Outro jogo que também está caríssimo hoje em dia!


Rent a Hero: Um jogo de RPG do Mega Drive que foi recriado para o Dreamcast do Japão. Um pouco depois a Microsoft lançou somente no Japão, para conquistar o público e mostrar que a SEGA ainda existia.
Eu adoro este jogo, porém no Dreamcast. O VMU faz toda diferença!








Sega GT 2002: O jogo estava planejado em 2001 para o Dreamcast, porém as coisas não iam muito bem. A SEGA decidiu levar ao XBOX. Tudo bem, Sega, eu deixo, pois o primeiro é muito melhor.


SEGA GT Online: Uma atualização do Sega GT 2002 com mais carros e modos Online!





Shenmue II:  Shenmue II começa logo após a conclusão do primeiro. Enquanto Shenmue contou a história do primeiro capítulo da saga, o segundo jogo conta a história dos terceiro, quarto e quinto capítulos. O segundo capítulo começa quando ele vai à Hong Kong buscar paradeiros e pistas do Lan Di. Na versão do XBOX vem extras, você tem o filme, pois a SEGA do Japão não admitia que um jogo tão caro e o Marco inicial do Dreamcast fosse para o console, embora Peter Moore desejasse. Quando a Microsoft comprou os direitos de Shenmue II, a SEGA do Japão ficou com muita raiva, pois lá e na Europa o console estava com sucesso e decidiu continuar seu projeto para o Dreamcast. Ainda bem, mas a versão do XBOX é a cara do Dreamcast (sim, eu vejo o XBOX videogame da SEGA). Mesmo assim é tão bom ter no console.

SpikeOut: Battle Street = Depois de ter feito muito sucesso nos Arcades, a SEGA lança uma versão diferente para o XBOX. Um MUST HAVE! Eu adoro, muito divertido. É um dos melhores beat-and-up! 




Toe Jam and Earl III: Mission to Earth
O principal objetivo é espalhar a palavra do funk ao povo da Terra, como decreto do Funkopotimus, Lamont. Para fazer isso, todos os personagens têm a capacidade de executar Funk-Fu, que também atua como um meio de auto-defesa. Funk-Fu serve como ataques básicos que se parecem com ataques físicos, para deixar os terráqueos funkified tornar-se amigáveis. Terráqueos funkified podem dar itens úteis ou ajudar em missões dos níveis. 





                               JOGOS QUE A SEGA LANÇOU PARA O CUBE, XBOX E PS2

Headhunter Redemption: Continuação direta do Headhunter. Você joga com Leeza, que tenta descobrir o passado do Jack Wade, e tirar a cidade do controle da "sociedade ideal". Eu amo demais o jogo, tenho para o Original XBOX e Dreamcast, amooooo!" Foi lançado para PlayStation 2 e Original XBOX.

OutRun 2006: Eu amo esta versão, é um dos MUST HAVE. Yu Sukuzi é demais e as suas músicas remixadas e jogabilidade diversificada os fazem um dos melhores da SEGA para a era atual. Fora lançado para o PlayStation 2, Original XBOX, PC e PSP.






Phantasy Star Online I e II: A mesma coisa do Dreamcast, só que agora para as plataformas do GameCube e Original XBOX. A versão do GameCube joga com até 4 players e sem internet, já que o presidente da Nintendo, até aquela época, não queria colocar o built-up no console, falando que era desinteressante. Já a Microsoft foi esperta, aprimorou seu trabalho com a LIVE para criar uma plataforma incrível e utilizou o Chat também.

Sega Soccer Slam: Venha participar deste jogo de futebol incrível, feito pela Visual Concepts ( que fez Ooga Booga, Floigan Bros que eu amo e Toe Jam and Earl III). O jogo saiu para todas as plataformas e é um dos que você precisa jogar com seus amigos. 
  




Mas é isso, a SEGA fez vários jogos incríveis para esses consoles, sem contar nos jogos em compilações do Sonic que para isso VIDE o BLOG sobre o SONIC DEPOIS DA ERA DREAMCAST. Obrigado, SEGA, mesmo estando fora do ramo de hardwares, você fez e faz um belo trabalho (QUANDO QUER!)